sobre Robin Williams, gênios e a derivada

por Adriana Tozzi Pontoni

 

A homenagem para o ator Robin Williams do blog vai em forma de vídeo. Você provavelmente já tenha visto este vídeo na sua timeline hoje.

É do filme Gênio Indomável. Famosa cena com Robin Williams. Ele interpreta o psicólogo que quer ajudar o personagem do Matt Damon (Que é um gênio. Mas indomável (rs)).  Ou Robin Williams era um professor? Teria que dar um google nesta informação porque o filme já é antigo e eu não me lembro. Mas o interessante nesta cena, famosa também pelo banco, e que você pode assistir depois (link ao final), é que ela mostra um momento importante da relação destes dois personagens, que é onde o gênio entende o filosófico “só sei que nada sei”. Cena fantástica.

Entender que há muito a se aprender é um demonstração de que sim, você é inteligente.

Diariamente encontro em alguns alunos uma certa resistência com o aprendizado em sala porque existe a preocupação em demonstrar que se sabe tudo. Porque assistiu uma aula no youtube. Virou especialista em derivada porque entendeu que derivada de x² é 2x.

A busca de muitos pelo diploma de engenheiro é maior do que a busca pelo conhecimento. Significa pagar cinco, seis, sete anos fazendo engenharia e não aproveitar um centavo realmente prestando atenção ou se dedicando ao curso porque passar de ano é mais importante.

Significa abrir mão de entender que a derivada é a ferramenta matemática que permite estudar o movimento. De forma instantânea. A derivada permite que o tempo pare por um instante. Permite enganar a variável independente. E usar a noção absurda de infinito ao seu favor. Neste momento você engana o tal do Chronos.

Significa resumir tudo isso em 2x.

Quem estuda entende como pode ser divertido resolver problemas, sejam eles de natureza teórica ou prática. E passa a se preocupar com o problema do lixo, da água, do clima, do ar. Ainda há tanto a ser descoberto.

Passar de ano é bom. Principalmente quando se paga.

Mas o verdadeiro conhecimento só chega para o indivíduo que se permite assumir que não sabe de nada, que precisa de ajuda, e que aprende a trabalhar com o seu tempo, e como administrar o seu Cronograma de estudo.

 

O ensino superior não é uma corrida. Lembre disso.

Segue o vídeo. #RIPRobinWilliams

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *